News

O Investidor-anjo

Com o crescimento das startups, muito se tem falado sobre o papel do investidor-anjo, mas você sabe quem ele é e qual o papel dele nas empresas?

Se a resposta for negativa, não deixe de conferir este post sobre o assunto. Boa leitura e bons negócios!

O investidor-anjo

O crescimento do empreendedorismo brasileiro fez surgir pessoas interessadas em diversificar seus investimentos e apostar em startups de setores diversos. Essas pessoas são os chamados investidores-anjos.

Ou seja, são pessoas físicas que possuem capital próprio para investir e resolvem apoiar as empresas que estão começando e que possuem alto potencial de crescimento, como as startups. Segundo a organização Anjos do Brasil, existem cerca de 7 mil investidores-anjos no país com disposição para investir pelo menos 50 mil reais nessas novas empresas.

Mas atenção! O investimento-anjo, apesar do nome, nada tem de atividade filantrópica ou com fins puramente sociais. O investidor-anjo tem como objetivo aplicar seu capital em  negócios com alto potencial de lucro, que consequentemente terão um impacto positivo na sociedade por meio da geração de vagas de trabalho.

O termo “anjo” é utilizado pelo fato de serem pessoas que não atuam apenas injetando dinheiro no negócio, seu trabalho vai além. Um investidor-anjo apoia o empreendedor, aplica seus conhecimentos, experiência e rede de relacionamento para ajudá-lo e aumentar as chances de sucesso da nova empresa.

Para a diminuição do risco e também por conta dessa dedicação ao negócio, o investimento-anjo em uma empresa costuma ser feito por um grupo de 2 a 5 investidores, com a definição de 1 ou 2 como investidores-líderes para cada negócio, como forma de agilizar todos os processos.

Principais características do investidor-anjo

  • É normalmente um empresário, executivo ou profissional liberal,  experiente e que está disposto a agregar valor para ao empreendimento com seus conhecimentos e relacionamentos além dos recursos financeiros, por isto é conhecido também como smart-money.
  • Costuma ter uma participação minoritária no negócio.
  • Não tem um cargo dentro da empresa, mas apoia o empreendedor atuando como um mentor/conselheiro.
  • Ele investe, normalmente entre  5% a 10% do seu patrimônio em novas empresas.

Dicas para conseguir um investidor-anjo para o seu negócio

Existem mais de 4.200 startups em operação no país e como você já deve ter percebido, contar com a ajuda de um investidor-anjo pode fazer toda a diferença para o seu negócio. Afinal, é uma forma de capitalizar e aumentar  as chances de sucesso em um mercado cada vez mais competitivo.

Segundo, João Kepler, um dos mais conhecidos investidores anjos do Brasil, encontramos de um lado centenas de empreendedores buscando dinheiro de maneira errada e, do outro, dezenas de Investidores com dinheiro buscando investir com menos riscos e querendo encontrar um projeto ideal. Assim, é preciso apenas convergir esses interesses.

Portanto, veja a seguir algumas dicas de especialistas de como conquistar um investidor-anjo para o seu negócio:

  1. Seja persistente: você ouvirá muitos não em sua trajetória, inclusive de investidores-anjos. Por isso não desista e insista se você realmente acredita na sua ideia. Isso prova que você não vai abandonar o negócio quando acontecer o primeiro problema e que você é resiliente quando o assunto é rejeição;
  2. Tenha conhecimento de mercado: mostre que você conhece seus concorrentes, seus clientes em potencial, o tamanho da demanda de mercado, o ambiente regulatório, e etc. Lembre-se que ninguém vai investir em alguém que não faz ideia do que está fazendo.
  3. Seja humilde: pessoas arrogantes não são bem vistas. Reconheça seus defeitos e as coisas que você não sabe. Mostre também energia para aprender sempre.
  4. Seja o seu funcionário mais dedicado: faça tudo que estiver o seu alcance e um pouco mais para o crescimento e sucesso da sua empresa. Se você não estiver 100% no negócio as chances da sua empresa sobreviver com ou sem investimento são muito pequenas. E nenhum investidor-anjo vai apostar em você.
  5. Invista em branding: mesmo que seu negócio ainda não tenha saído do papel, projete para ele um site, um logotipo ou qualquer outra coisa que indique ideias iniciais referentes ao marketing e mostre seriedade perante os investidores, conferindo desde já, valor e legitimidade à sua marca.

Onde encontrar um investidor-anjo

Investidores-anjos costumam ser profissionais com uma extensa rede de relacionamentos. Assim, eventos de empreendedorismo, cursos, palestras são ótimos lugares para encontrar investidores anjos.

É comum, inclusive, que os próprios grupos de investidores promovam eventos para conhecer novos negócios. Alguns exemplos de grupos que você pode fazer contato ou participar dos eventos são Anjos do Brasil, Harvard Angels, Gávea Angels, entre outros.

É possível também fazer contato direto com o investidor-anjo. Mas, nesses casos a tarefa pode ser um pouco mais complicada. O ideal é ter alguém que te apresente para o investidor,e marque uma reunião. Dessa forma, suas chances serão bem maiores de conseguir se ouvido pelo  investidor.

Mas lembre-se sempre: só uma ideia não abre nem a porta do investidor-anjo. O que conta pontos é a realização, a inovação e que seu negócio resolva um problema de forma diferente.

Para quem quer ser um investidor-anjo

Já se você se interessou pelo assunto, e quer também ser um investidor-anjo, é bom ter alguns cuidados para que a experiência não seja frustrante.

Primeiro é sempre bom ter em mente que existe um risco, e ele é alto. Nem todas as startups serão bem sucedidas. Por isso é bom avaliar muito bem a empresa antes de investir seu capital. Segundo pesquisas, cerca de 75% dos primeiros negócios que recebem investimento quebram e isso pode acabar sendo um grande desmotivador.

No mais, prefira sempre investir em um mercado que você conheça e que tenha experiência. Se você sempre trabalhou com alimentos, pode não ser uma boa ideia investir em empresas da área de moda, por exemplo.

Por fim, aposte no jóquei e não no cavalo. Saiba que o  empreendedor é mais importante do que o produto que ele criou. Assim, escolha apostar em empresas que tenham um líder em quem você veja um grande potencial.

Gostou do nosso texto? Se ficou alguma dúvida ou tem algo a acrescentar entre em contato conosco. E não deixe de seguir nosso blog para ficar por dentro de outros assuntos envolvendo empreendedorismo e tecnologia.

Veja também: